sexta-feira, 17 de março de 2017

FILIPINHO TOLEDO E WIGGOLLY DANTAS SÃO ELIMINADOS EM GOLD COAST - 1 ª ETAPA DO MUNDIAL



Primeiro brasileiro a lutar pela sobrevivência na repescagem na Gold Coast australiana, Filipe Toledo teve os seus planos pelo bicampeonato frustrados por Ezekiel Lau. O havaiano usou bem a prioridade para frear uma perigosa reação no fim e apostou em manobras verticais para despachar um dos maiores candidatos ao título na primeira de 11 paradas do Tour, com transmissão ao vivo do SporTV.com.




 Unanimidade em ondas pequenas e médias, Filipinho parecia estar no cenário ideal para afastar a zebra e se juntar a Gabriel Medina, Adriano de Souza e Jadson André na terceira fase. No entanto, foi barrado por Lau e não teve tempo para mudar o panorama, se despedindo em 25º lugar na etapa de abertura do Circuito Mundial. Apesar da eliminação precoce, o Brazilian Storm tem motivos de sobra para comemorar. Não apenas pelo 10 unânime de Italo Ferreira (todos os cinco juízes concordaram), o primeiro do ano entre os homens (confira no vídeo acima). Outros três brasileiros garantiram a classificação para a próxima fase: Caio Ibelli, Miguel Pupo e Ian Gouveia, algoz do australiano Josh Kerr em um teste de fogo rumo à sua primeira vitória na elite.

 Ezekiel Lau investiu em uma direita cavada e usou o seu peso para criar mais impacto com manobras fortes, mas acabou perdendo o tempo da onda no fim: 5.33. Filipinho começou devagar e esperou por uma oportunidade. O paulista de Ubatuba, radicado em San Clemente, optou por um surfe de linha, com manobras da base até a crista, e ganhou 4.67 dos juízes. A 10 minutos do fim, o havaiano combinou rasgadas e batidas com um tubo, levou 7.00 e ampliou para 12.33. Filipinho respondeu com quatro manobras, desenhando arcos na parede de água, porém, não imprimiu tanta força e recebeu 5.67, chegando a 9.74 pontos. O paulista precisava de 7.26 para assumir a liderança nos cinco minutos finais. Filipinho aguardou pacientemente no line-up até se jogar em uma boa onda, contudo, sofreu uma queda e se complicou.


Miguel Pupo bate Wiggolly e garante última vaga
A última bateria da repescagem colocou frente à frente os paulistas Miguel Pupo e Wiggolly Dantas. Depois de um ano marcado por altos e baixos e uma batalha para se manter na elite, Pupo reencontrou o seu melhor surfe na segunda fase. O surfista, que será pai neste ano, pegou as melhores ondas da bateria com um show de estilo, incluindo uma nota 9.00, para derrotar Wiggolly por 15.77 a 13.10. Embora tenha escolhido ondas sem grande potencial, o paulista de Ubatuba mostrou o backside afiado e a força de seu power surf, porém, amargou a eliminação.

LEIA    MATERIA   COMPLETA  ......GLOBOESPORTES.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname