quinta-feira, 9 de março de 2017

Cãibras: aprenda quatro técnicas para reverter a dor aguda na musculatura

Não é incomum, durante as partidas de futebol, vermos os jogadores deitados no gramado, geralmente com as mãos na musculatura posterior da coxa, ou na panturrilha, urrando de dor. O companheiro do time - ou o médico da equipe - vem, estica e suspende a perna do jogador para o alto, segura seu calcanhar e, com a outra mão, força a parte superior de seus pés na direção da cabeça, afim de "esticar" toda a musculatura do membro inferior. 


 


Nestes casos, na maioria das vezes, não se trata de uma lesão grave, e sim de uma cãibra, uma contração involuntária da musculatura que propaga uma dor terrível e momentânea, exigindo alguns cuidados para dissipá-la. Nenhum esportista, amador ou profissional, de qualquer modalidade, está a salvo. No entanto, você pode evitá-las e, se ela vier sorrateiramente, existem métodos para aliviar a dor.
Cãibras causam dor extrema na musculatura (Foto: Getty Images) Cãibras causam dor extrema na musculatura (Foto: Getty Images)
Cãibras causam dor extrema na musculatura (Foto: Getty Images)
As cãibras podem acontecer quando menos se espera e atingir pés, panturrilhas, pernas (mais comuns), barriga, mãos, braços e costas. As contrações musculares ocorrem em espasmos, tornando visíveis os músculos e tendões rígidos, contraídos.
Dentre as causas, podemos citar o uso exagerado da musculatura (mais comum); baixas temperaturas; desidratação; má circulação sanguínea; carência de sais minerais; compressão de raízes nervosas e motivações ligadas à doenças.
A prevenção baseia-se primordialmente na boa hidratação (músculos hidratados se contraem e relaxam com mais facilidade), exercícios de alongamento pré e pós exercício, e alimentação balanceada (alimentos ricos em vitaminas e sais minerais, como frutas e legumes, são importantes para o bom funcionamento dos músculos). 

QUANDO A CÃIBRA VIER...
 
Há algumas medidas simples e importantes que podem garantir o alívio da dor aguda da cãibra. Nosso fisiologista Turíbio Barros citou as principais:
- Alongamento imediato
Alongar o músculo em espasmo é, geralmente, a providência mais efetiva. Quando as câimbras se manifestam nas pernas, a pessoa deve ficar em pé e colocar o peso sobre a perna acometida.
Se não conseguir ficar em pé, deve sentar-se, e esticar a perna e puxar os pés para trás com as mãos. Peça ajuda a um amigo (veja na imagem acima) para facilitar o alongamento ou alongue-se sozinho.
- Massagem
A massagem da área afetada com movimentos circulares ajuda na recuperação para o estado normal da musculatura. Alongar e massagear são técnicas fundamentais para promover o rápido relaxamento da musculatura e alívio da dor.
- Aplicação de calor
O aumento da temperatura no local da contração favorece o relaxamento dos músculos e seu retorno ao estado normal.
- Reposição hídrica e de sais minerais
É importante a ingestão de água e sais minerais para que a contração do músculo não volte repentinamente ao menor esforço.
Passado o desespero, é recomendado não forçar e interromper a atividade física até que se possa ter certeza que o músculo está recuperado - ou tentar deixá-lo repousado o máximo possível. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname