domingo, 22 de maio de 2016

Granfondo de Ciclismo para o trânsito em Ubatuba





Centenas de atletas amadores e profissionais participaram da prova, que gerou emprego, renda e movimentou mais um fim de semana de baixa temporada na cidade

Promovido pela Federação Paulista de Ciclismo, com apoio da Prefeitura e da Polícia Rodoviária Federal, a 10a edição do Granfondo de Ciclismo aconteceu neste domingo (22/5) em Ubatuba.




A corrida percorreu o belíssimo trecho da rodovia Rio-Santos entre o centro da cidade e Paraty e reuniu cerca de 350 ciclistas amadores e profissionais divididos em diferentes categorias. Atletas ubatubenses participaram da prova, mandaram muito bem e garantiram lugar no pódio.

“Promover essa confraternização entre amadores e profissionais é o nosso objetivo central”, explica Natália Bressane, da MG2, empresa organizadora o evento, com supervisão da FPC.

O Granfondo acontece em vários países do mundo e não conta pontos para as Olimpíadas ou para o Mundial de Ciclismo, exatamente por esse aspecto de vivência entre amadores – aqueles que não vivem do ciclismo - e os profissionais.

“É gostoso participar da prova não apenas pela experiência da estrada, mas também pela interação com a natureza”, completa Natália.

Potiguara do Lago, secretário municipal de Turismo, comenta sobre os benefícios que um evento como o Granfondo traz para a cidade e como esses acontecimentos vem ajudando Ubatuba a superar a crise. 

“Geramos empregos temporários e essas vagas são obrigatoriamente destinadas à população local. Hoje foram 40 contratados para o staff”, comemora Poti.

Já o prefeito Mauricio Moromizato reafirma o sucesso de sua gestão em promover eventos para combater a sazonalidade da baixa temporada. 

“Organizamos uma força tarefa para promover eventos e o sucesso é visível. Nunca Ubatuba sediou tantas etapas e corridas e nunca esteve tão movimentada nos meses de baixa temporada. Geramos empregos temporários e renda extra para a rede hoteleira e gastronômica e, pelo menos por aqui, estamos conseguindo minimizar o impacto da crise e semana que vem, durante o feriado, tem muito mais”, afirma Mauricio.   

Embaixador do ciclismo presente

Um dos atletas profissionais que participou desta edição da prova é Jean Colocca, de 41 anos, que é ciclista profissional desde os 13 anos. Ele foi campeão três vezes da prova em Ubatuba, nos anos de 2007, 2008 e 2009. 

Ele foi também duas vezes campeão na categoria montanha no Granfondo de Nova Iorque, nos Estados Unidos, em 2013 e 2015, tendo alcançado além de tudo a quinta colocação geral entre 10 mil participantes em 2013 e a sétima geral em 2015. 

De Ubatuba, Jean embarca para a Espanha, onde participará de provas em Vitória e San Sebastian. “Os participantes que correram a prova dizem que é muito legal sentir o que o atleta sente”. E é sobretudo para eles, que são 80% dos participantes, que a prova é feita.

Coordenação e geração de renda

A organização de provas de estrada exige um trabalho articulado entre várias esferas do poder público – municipal, estadual e federal. 

“Precisamos de autorizações específicas e do suporte logístico também. Nesta edição, por exemplo, a Polícia Rodoviária Federal enviou um reforço de motos, viaturas e equipe”, explica Natália.

Além de movimentar pousadas, restaurantes e lojas da região central de Ubatuba, entre Itaguá e o Centro, o evento também contribui com a economia local ao contratar mão-de-obra local para integrar a equipe de apoio. 

“Nesta edição, foram cerca de 50 pessoas contratadas. E a relação sempre foi harmoniosa; nunca tivemos nenhum problema. Ubatuba sempre nos acolheu perfeitamente para o sucesso do evento e nós, por outro lado, sempre nos preocupamos em deixar a cidade em perfeito estado, da mesma forma que a recebemos para o evento”, finaliza Natália.

PREFEITURA  DE UBATUBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname