quarta-feira, 20 de abril de 2016

Após lesão, Filipinho inicia defesa de título no Rio diante de Coffin e Melling

Filipe Toledo é carregado após faturar Rio Pro (Foto: WSL / Cestari)
Filipe Toledo sendo carregado em meio à multidão de torcedores após conquistar o Rio Pro 2015 (Foto: WSL / Cestari)
Recuperado de uma lesão coxo-femural e um trauma no músculo na virilha, sofrida ao aterrissar de um aéreo na semifinal da abertura da temporada de 2016, na Gold Coast, Filipe Toledovoltará a competir na etapa brasileira do Circuito Mundial, no Rio de Janeiro, de 10 a 21 de maio. O surfista de 21 anos, natural de Ubatuba (SP) e radicado em San Clemente, na Califórnia, fez um tratamento intensivo de fitoterapia nos Estados Unidos com o mesmo médico que tratou de sua lesão no tornozelo, em 2014, e pode finalmente voltar ao mar, depois de abdicar dos eventos de Bells Beach e Margaret River, na Austrália. Filipinho inicia a defesa pelo título no Postinho, na Barra da Tijuca, diante do australiano Adam Melling e do americano Conner Coffin, na primeira bateria do round 1.


Depois do aussie Taj Burrow anunciar a sua aposentadoria em Margaret River, avisando que não viria ao Rio e iria se despedir na etapa das Ilhas Fiji com um convite, Melling ganhou praticamente uma vaga cativa na elite do surfe por ser o primeiro substituto da lista. Ele terminou a temporada passada em 23º lugar do ranking - apenas os tops 22 se mantém no seleto grupo dos 34 melhores do mundo -, sendo o primeiro da zona de rebaixamento. Portanto, Adam só não compete no Tour se não puder comparecer aos eventos por algum motivo, cedendo, assim, o seu lugar a outro suplente. 
Com o anúncio das baterias pela Liga Mundial de Surfe (WSL), a novidade foi o convite do italiano Leonardo Fiovaranti, no lugar de Mick Fanning. Quinto colocado em Margaret River e atual líder do ranking de acesso (QS), o surfista foi o responsável pelas eliminações do americano Kelly Slater, na segunda fase, e do paulista Adriano de Souza, na terceira fase. Fiovarani só perdeu nas quartas de final para Julian Wilson, vice-campeão do evento no Oeste da Austrália. O italian terá pela frente na quarta bateria da primeira fase o potiguar Italo Ferreira e o australiano Stuart Kennedy.

Owen Wight, Bede Durbidge, Mick Fanning e Taj Burrow fora
A etapa do Rio de Janeiro terá as ausências de Owen Wright, que sofreu uma concussão na cabeça, e Bede Durbidge, com múltiplas fraturas na bacia, ambos lesionados Pipeline, no Havaí, em dezembro, além de Taj Burrow e Mick Fanning, que vive um ano quase sabático. O tricampeão mundial avisou que só iria competir em três etapas do Tour - depois da Gold e Bells Beach, ele só volta a competir em J-Bay, na África do Sul, curiosamente, o lugar onde escapou ileso de um ataque de tubarão em plena final da etapa contra Julian Wilson. 
Sebastian Zietz campeão margaret river surfe (Foto: Divulgação/WSL)Sebastian Zietz, campeão em Margaret River, compete até J-Bay (Foto: Divulgação/WSL)
É provável que Jack Freestone, estreante na elite, ainda não tenha se recuperado de uma lesão na perna. O australiano se machucou na Gold e não pôde disputar Bells e Margaret. Jadson André sofreu uma lesão no tornozelo e também é dúvida, porém, por enquanto, ainda está confirmado. Caso os surfistas desistam do Rio, haverá mudanças nos confrontos. 
A chave masculina ainda contará com outros dois convidados (wildcards). Um será indicado pela WSL, enquanto o outro surfista será definido através de uma triagem, com a presença de 16 atletas convidados pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ). Campeão mundial júnior, o carioca Lucas Silveira é um dos mais cotados para a vaga da entidade máxima do surfe.
Sebastian Zietz e Stuart Kennedy garantidos até J-Bay
Em uma temporada que começou com grandes surpresas e atuações emblemáticas de substitutos, que compareceram em bom número por conta dos diversos atletas lesionados, a WSL ficou em situação complicada. Stu, que já precisou trabalhar como jardineiro para pagar as contas da casa após o nascimento de seu filho, foi um verdadeiro demolidor de gigantes na Gold Coast australiana, superando nomes como Kelly Slater, Gabriel Medina e John John Florence. Abriu a temporada na terceira colocação do ranking e, atualmente, ocupa a 12ª posição na lista. Zietz, que não se manteve na elite por ter terminado o ano em 26º e aparece como segundo suplente, sagrou-se campeão em Margaret e assegurou a vice-liderança do ranking mundial. O problema seria se os lesionados se recuperassem, deixando os substitutos com chances de título fora da briga.
Para a a sorte de Zietz e Kennedy, Owen e Bede, com lesões mais complexas, já anunciaram que não voltam a competir pelo menos até J-Bay, em julho. Portanto, eles terão vaga até a competição. Owen já havia anunciado que perderia os eventos nos primeiros seis meses de 2016, cedendo o seu lugar a Stu, o primeiro suplente através do QS. Caso Bede retorne em J-Bay e Zietz não o substitua automaticamente, a WSL irá lhe oferecer um convite na África do Sul. 
Rio Pro recebeu mais de 100 mil pessoas ao longo dos cinco dias de competição, recorde histórico de público (Foto: Reprodução/Facebook)Rio Pro recebeu mais de 100 mil pessoas nos 5 dias de competição, recorde de público (Foto: Reprodução/Facebook)
Baterias da primeira fase no Rio de Janeiro:

1: Filipe Toledo (BRA), Conner Coffin (EUA) e Adam Melling (AUS)
2: Gabriel Medina (BRA), Michel Bourez (TAH) e Jack Freestone (AUS)
3: Julian Wilson (AUS), Kanoa Igarashi (EUA) e Alex Ribeiro (BRA)
4: Italo Ferreira (BRA), Stuart Kennedy (AUS) e Leonardo Fioravanti (ITA)
5: Matt Wilkinson (AUS), Kai Otton (AUS) e convidado
6: Adriano de Souza (BRA), Davey Cathels (AUS) e convidado
7: Nat Young (EUA), Josh Kerr (AUS) e Ryan Callinan (AUS)
8: Joel Parkinson (AUS), Kelly Slater (EUA) e Alejo Muniz (BRA)
9: Jordy Smith (AFS), Wiggolly Dantas (BRA) e Matt Banting (AUS)
10: Jeremy Flores (FRA), Adrian Buchan (AUS) e Keanu Asing (HAV)
11: Kolohe Andino (EUA), John John Florence (HAV) e Jadson André (BRA)
12: Sebastian Zietz (HAV), Caio Ibelli (BRA) e Miguel Pupo (BRA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname