sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Após deixar escapar chance de título, Filipinho celebra 2015: "Aprendizado"

             



                  Filipe Toledo em Pipeline, no Havaí (Foto: WSL / Kirstin Scholtz)                            

Filipe Toledo
, o Filipinho, viveu em 2015 o melhor ano da sua carreira. Aos 20 anos, o paulista chegou ao Havaí para a disputa da etapa de Pipeline, a última do Circuito Mundial, sendo o surfista com mais chances de conquistar o título mundial, mas foi eliminado precocemente na terceira fase, acabou em quarto lugar no ranking final e viu Adriano de Souza, o Mineirinho, virar o segundo brasileiro a ser campeão do mundo. Filipe espera transformar a decepção nos tubos havaianos em um grande aprendizado e em motivação para ele ir melhor em 2016 (assista ao vídeo).




 

- De Pipeline ficou aquele gostinho de quase, de muito perto. Eu dei o meu máximo, mas infelizmente não consegui. Mas isso só me deixa mais forte e mais motivado para voltar ao Havaí no ano que vem brigando pelo título mais uma vez - disse Filipinho.
Toledo foi o surfista que mais venceu etapas da elite nesta temporada, com três conquistas (Gold Coast-AUS, Rio de Janeiro e Peniche-POR). Ele também comemorou o caneco do QS 10.000 de Lower Trestles-EUA e fato dele ter obtido seu melhor ra
- Realmente, este ano foi muito bom para mim. Foram três vitórias no CT, também ganhei um QS 10.000 em Trestles (EUA). Sem dúvida nenhuma, foi um ano de vitórias, um ano muito bom que vai ficar guardado na memória. E foi um ano de muito aprendizado para mim, para meu pai e toda minha família. São só lembranças boas e sentimentos bons deste ano que passou. Isso me faz ter mais vontade para o ano que vem.
Com o Brasil mais do que nunca na crista da onda, Filipe espera aproveitar o embalo dos títulos seguidos de Gabriel Medina e Mineirinho e a presença de dez brasileiros ao todo no Circuito Mundial de 2016 para brilhar no ano que está para começar.
- A expectativa é muito boa, foi o segundo ano que o Brasil vence o Mundial. O Gabriel no ano passado, o Mineirinho neste ano. Eu vou dar o máximo e aproveitar que vão ter dez brasileiros no Tour para pegar toda essa força e união dos amigos e fazer o meu melhor para no ano que vem estar brigando pelo título novamente.
O planejamento de Filipe Toledo já está traçado para 2016. Ele optou por ficar treinando em San Clemente, nos Estados Unidos, onde vive com a família desde o ano passado, até o mês de março, quando o Circuito Mundial da próxima temporada vai ser iniciado, no dia 10, com a etapa australiana da Gold Coast, na qual Filipinho vai defender seu caneco.
- No ano que vem, eu vou direto para a disputa da Gold Coast, começa no dia 10 de março, e vou para lá para depois emendar a perna australiana e a etapa do Brasil. Vou para lá antes para ficar testando minhas pranchas e, quem sabe, tentar vencer o evento.
Filipe Toledo pega tubo na etapa de Pipeline (Foto: Divulgação)Filipe Toledo pega tubo durante a segunda fase da etapa de Pipeline, a última de 2015 (Foto: Divulgação)
A eliminação na 3ª fase da etapa de Pipeline, que encerrou a temporada 2015 de Filipinho, foi polêmica. A derrota para o havaiano Mason Ho veio com uma nota baixa polêmica nos segundos finais do confronto. O jovem de Ubatuba precisava de 2,27 e pegou um tubo curto, mas de saída limpa, arrancando gritos de comemoração de familiares e amigos que estavam na torcida. Mas os juízes não se comoveram e deram apenas 2,00 para a onda, decretando o fim do sonho do surfista de Ubatuba em 2015. Apesar do pai de Toledo, Ricardinho fazer sinais de que os juízes teriam “garfado” o filho, e das reclamações de amigos como o ator Paulinho Vilhena, Filipe evitou contestar o resultado e preferiu exaltar a bela campanha no ano.
FONTE....... http://globoesporte.globo.com/radicais/surfe/mundial-de-surfe/noticia/2015/12/apos-deixar-escapar-chance-de-titulo-filipinho-celebra-2015-aprendizado.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname