terça-feira, 6 de outubro de 2015

Após extravio, Filipinho quase fica sem suas pranchas para estreia na França


Filipe Toledo Ricardo Toledo pranchas França (Foto: Divulgação)Filipe e Ricardo comemoram a chegada das pranchas na França (Foto: Divulgação)
Não fosse o adiamento do início da etapa da França do Circuito Mundial,Filipe Toledo, o Filipinho, teria começado nesta terça-feira a disputa em Hossegor sem o seu principal equipamento de trabalho. Número 3 do ranking mundial, o paulista teve as suas 16 pranchas extraviadas em voo entre Los Angeles (EUA) e Paris (FRA), com conexão em Roma (ITA), e só as recebeu no início da tarde desta terça. O problema com a bagagem aconteceu durante a parada na capital italiana.
- Eles tratam como se fosse qualquer coisa. São atletas representando um país, os melhores do mundo - reclamou Ricardo Toledo, pai e técnico de Filipinho.



Caso as pranchas não tivessem sido entregues, Filipe iria usar um material emprestado por Alejo Muniz, assim como já aconteceu neste ano durante uma bateria na etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul. Ainda falta chegar a mala de roupas do surfista, mas ele tem bermudas do seu patrocinador para competir. Uma nova chamada para tentativa de início da disputa em Hossegor será feita às 3h da manhã (de Brasília).
- Estava tranquilo, pois sabia que meu pai estava correndo atrás de tudo e segundo ele, as coisas estavam progredindo. Agora é só colocar as pranchas no pé e me divertir. Valeu galera que se preocupou e torceu para que tudo acabasse bem no final das contas - disse Filipinho.
Segundo Ricardo, a situação começou a complicar quando o voo saindo de Los Angeles atrasou, gerando a expectativa que haveria algum problema com o transporte das bagagens. Por conta do horário, ele e Filipe tiveram que dormir em Roma, local da conexão.
- As coisas começaram a complicar. Tivemos de dormir em Roma, pois não tinha mais voo na mesma tarde e, desde então, nada de bagagens - disse Filipinho.
Stand da etapa de Hossegor, na França, do Mundial de Surfe (Foto: WSL)Stand da etapa de Hossegor, na França, do Mundial de Surfe (Foto: WSL)




A etapa de Hossegor marca a antepenúltima parada da temporada 2015 do Mundial Masculino e a penúltimo do Feminino. Entre os homens, há dez representantes brasileiros. Além dos sete membros da elite (Adriano de Souza, Filipe Toledo, Gabriel Medina, Italo Ferreira, Wiggolly Dantas, Jadson André e Miguel Pupo), o país conta com Alejo Muniz e Tomas Hermes, que substituem o aposentado havaiano Freddy Patacchia Jr. e o australiano Taj Burrow, que não vai competir na "perna europeia", e Caio Ibelli, que ganhou a vaga ao ser vice-campeão do QS de Cascais. No feminino, a representante única do país é Silvana Lima
.
BATERIAS DA 1ª FASE

Masculino:
1: Kelly Slater (EUA), Jadson André (BRA), Brett Simpson (EUA)
2: Julian Wilson (AUS), Miguel Pupo (BRA), Aritz Aranburu (ESP)
3: Owen Wright (AUS), Sebastian Zietz (HAV), Dane Reynolds (EUA)
4: Filipe Toledo (BRA), Adam Melling (AUS), Tomas Hermes (BRA)
5: Adriano de Souza (BRA), Keanu Asing (HAV), Caio Ibelli (BRA)
6: Mick Fanning (AUS), Michel Bourez (TAH), Maxime Huscenot (FRA)
7: Gabriel Medina (BRA), Matt Wilkinson (AUS), Dusty Payne (HAV)
8: Jeremy Flores (FRA), John John Florence (HAV), Alejo Muniz (BRA)
9: Italo Ferreira (BRA), Adrian Buchan (AUS), Ricardo Christie (NZL)
10: Nat Young (EUA), Bede Durbidge (AUS), Glenn Hall (IRL)
11: Josh Kerr (AUS), Kai Otton (AUS), Kolohe Andino (EUA)
12: Wiggolly Dantas (BRA), Joel Parkinson (AUS), C. J. Hobgood (EUA) 
FONTE............GLOBOESPORTE.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname