segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Tomas Hermes vence Jihad Kohdr na decisão do Oi SuperSurf



Publicado em 17/08/2015 às 08:23:27

Dois campeões brasileiros decidiram o título do Oi SuperSurf no domingo de grande público na Praia Grande de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo.
Tomas Hermes vence Jihad Kohdr na decisão do Oi SuperSurf

Daniel Smorigo / SuperSurf
O mais experiente Jihad Kohdr, 31 anos, melhor profissional do Brasil em 2006, largou na frente com notas 9,23 e 8,17, mas o campeão de 2011, Tomas Hermes, 28, de Barra Velha (SC), conseguiu virar o placar para 17,90 a 17,40 pontos em duas ondas seguidas que valeram 9,33 e 8,57. Desta vez, os paulistas pararam nas semifinais, com Alex Ribeiro e Thiago Guimarães dividindo o terceiro lugar no pódio em Ubatuba. O domingo foi mais um dia de Sol, céu azul e boas ondas na Praia Grande, para fechar a segunda etapa da principal competição do circuito da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). A próxima é nos dias 9 a 13 de setembro na Praia da Joaquina, em Florianópolis (SC). 





"Neste último dia, todas as minhas baterias foram sinistras. Desde a primeira com o Charlie Brown, que surfou muito bem, na semi o Orelhinha (Alex Ribeiro) também tirou nota 9 e com o Jihad (Kohdr) agora que tinha um 9 e um 8, então foi um dia emocionante. Todo mundo quebrou, surfou muito bem e é uma honra para mim fazer uma final com o Jihad", disse Tomas Hermes.
"Ele é de uma geração que já quebrou no WCT, por vários anos no SuperSurf e está de parabéns porque é um ídolo, com certeza. Ele é local de Matinhos (PR) e surfa como ninguém essas ondas pra direita. Estou feliz por ter ganhado esse campeonato num dia maravilhoso como esse, com a praia lotada. A gente se divertiu lá dentro, ficamos trocando ideia, comentando sobre a onda de cada um e foi muito maneira essa final com ele".

Tomas Hermes também falou sobre a bateria que decidiu o título do Oi SuperSurf de Ubatuba na Praia Grande: "Eu estava me sentindo bem e aqui você não precisa pegar a melhor onda para tirar notas altas, então decidi arriscar em ir em várias até achar uma que formasse mais para as manobras. Foi isso que aconteceu, no final consegui pegar uma onda quando a prioridade (de escolha) era dele para virar o resultado. O Jihad é muito veloz e eu sabia que tinha que usar mais a borda (da prancha) para conseguir entrar mais um pouco nas manobras. Acho que isso fez a diferença, mas ele também quebrou, surfou boas ondas, só que cada um usa uma tática e bom para mim que deu tudo certo. Estou muito feliz com a volta do SuperSurf, com praia lotada lá em Maresias (São Sebastião-SP), aqui também e estou bem contente por ter entrado na briga do título brasileiro com esta vitória aqui".
LIDERANÇA DO RANKING
A disputa pela liderança do ranking brasileiro acabou nas quartas de final que abriram o domingo decisivo do Oi SuperSurf na Praia Grande. Apenas dois surfistas poderiam tirar a primeira posição do paulista Flavio Nakagima, mas ambos ficaram na primeira rodada do último dia. O ubatubense Hizunomê Bettero assumiria a ponta se passasse por Jihad Kohdr e em mais uma disputa de alto nível foi derrotado por 17,07 a 15,16 pontos. O cearense Charlie Brown tinha que chegar na final para superar Nakagima e perdeu para Tomas Hermes por incríveis 16,74 a 16,50 pontos. Com isso, Hizunomê e Charlie foram ultrapassados pelo catarinense com a vitória em Ubatuba. 




http://www.portaldailha.com.br/noticias/lernoticia.php?id=29810

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname