terça-feira, 25 de agosto de 2015

NO TAITI.............FILIPE TOLEDO DÁ TRABALHO, MAS AMARGA DERROTA


O  ubatubense Filipe Toledo mostra evolução nas ondas pesadas de Teahupoo, dá trabalho a Owen Wright, mas perde no fim e tenta nova chance na repescagem, assim como Wiggolly

Filipe Toledo dá trabalho a Owen Wright, mas perde 4ª fase e disputa repecagem em Teahupoo, no Taiti (Foto: Divulgação/WSL)
Toledo enfrentou uma pedreira na quarta fase: os australianos Kai Otton e Owen Wright, o único surfista da história a atingir a pontuação máxima em duas baterias (20 pontos) em um mesmo evento, nas Ilhas Fiji, sendo uma delas na final. Logo na primeira tentativa, Kai sofreu com a força do mar e quebrou a prancha, levando apenas 1.67. A formação estava irregular e era raro encontrar um tubo perfeito. Paciente à espera de ondas, Filipinho pegou a primeira onda após 18 minutos de disputa. Em frente a Kai, o paulista estava em uma boa posição no tubo, porém, se desequilibrou e foi engolido pelo mar: 1.33. Demorou, mas, Owen finalmente encontrou uma boa onda para acrescentar um 6.67 ao 0.90 e assumir a liderança: 7.57. Toledo não se abalou pelo caldo e, cinco minutos depois, pegou um belo tubo. Com o 7.23, o habilidoso aerealista ocupou a ponta, com 8.56. 
Filipe Toledo dá trabalho a Owen Wright, mas perde 4ª fase e disputa repescagem no Taiti (Foto: Divulgação/WSL)



Owen reagiu e voltou à primeira posição ao ganhar nota 6.47, ampliando para 13.14. Kai fez milagre e conseguiu escapar de uma vaca após ficar desaparecer em um dos canudos da temida bancada: 5.33, chegando a 11.50. Mas Filipinho estava determinado a desbancar os australianos. Com um 5.83, somou 13.06 e colocou no líder.


 Confortável, Owen, que se preparou praticando snowboard em montanhas nevadas da Austrália, estava curtindo o momento e soltava gritos de empolgação a cada tubo. Ele ainda melhorou a pontuação ao receber um 8.17 dos juízes, somando 14.84. Toledo não desistiu e continuou tentando recuperar a liderança, mas o mar não cooperou e ele amargou a segunda colocação. Apesar da derrota amarga, ele continua vivo na disputa. 
BATERIAS RESTANTES DA 3ª FASE
9: Josh Kerr (AUS) 15.80 x Adrian Buchan (AUS) 13.67
10: Kelly Slater (EUA) 14.06 x Sebastian Zietz (HAV) 13.33
11: Jeremy Flores (FRA) 18.87 x Joel Parkinson (AUS) 14.60
12: Julian Wilson (AUS) 9.50 x C.J. Hobgood (EUA) 13.60
BATERIAS DA 4ª FASE EM TEAHUPOO
1: Filipe Toledo (BRA) 13.06 x Kai Otton (AUS) 12.70 x 14.84 Owen Wright (AUS)
2: Italo Ferreira (BRA) 6.84 x Gabriel Medina (BRA) 17.64 x Bruno Santos (BRA) 17.10
3: Aritz Aranburu (ESP) 6.40 x Wiggolly Dants (BRA) 13.20 x Josh Kerr (AUS) 13.20
4: Kelly Slater (EUA) 16.60 x Jeremy Flores (FRA) 14.66 x C. J. Hobgood (EUA) 

GLOBO ESPORTES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname