segunda-feira, 1 de junho de 2015

Weslley Dantas comanda a festa na etapa de abertura do Ubatuba Pro Surf 2015





Atleta de 17 anos conquistou o título das categorias Profissional e Junior e saiu da praia Grande como principal destaque da primeira etapa do Circuito Municipal de Surf

Local de Itamambuca, Weslley Dantas derrotou o experiente Hizunome Bettero na bateria decisiva e sagrou-se campeão da categoria Masculino Profissional da etapa de abertura do Ubatuba Pro Surf 2015, encerrada no meio da praia Grande no fim da tarde deste domingo.








De quebra, o garoto de apenas 17 anos levou para casa também o troféu de campeão da categoria Junior. Irmão do top do circuito mundial Guigui Dantas e da bicampeã brasileira, Suelen Naraisa, Weslley exibiu um surf de alta performance durante todo o evento. 







Mesclando manobras de linha e aéreos muito bem executados, apresentou seu potencial e desponta a cada dia como candidato para uma das vagas no WSL dos próximos anos.

“Vencer duas categorias no Ubatuba Pro Surf não é nada fácil. O evento é de auto nível e os atletas mandam muito bem. Fico muito feliz em conquistar as duas categorias, troféus que coroam meus treinamentos e meu esforço nos últimos meses. Quero em breve representar Ubatuba e nosso país ao lado do Filipinho, do Guigui e dos outros atletas brasileiros”, disse Dantas. 






Na Feminino Profissional, Jéssica Bianca sagrou-se campeã com uma performance impecável e deixou suas duas adversárias, Suelen Naraisa e Açucena Vaz, em combinação durante boa parte da bateria. 

Atleta da nova geração, Bianca saiu da água com um grande sorriso no rosto. “Quando comecei a competir, a Suelen era minha principal referência. Sempre quis fazer uma final com ela e vencer. Hoje aconteceu e estou muito feliz”, comemora.

Suelen finalizou a primeiro etapa como vice-campeã. Açucena Vaz terminou na terceira colocação. 

Petit

Na primeira final do dia, Ryan Miranda, Leonardo Costa, Davi Santos e Gabriel de Souza duelaram pelo caneco. Em seu segundo ano no circuito, Gabriel, 10 anos, exibiu um surf de gente grande, com boas batidas, e ficou com o título. Ryan Miranda terminou na segunda colocação.

“A bateria foi difícil, mas deu tudo certo”, comenta o garoto, que saiu do mar nos ombros do pai, Fabio Nunes. “Ano passado eu ainda empurrava ele nas ondas. Treinamos e ele evoluiu muito. Ver o Gabriel vencer é muito melhor do que eu ganhar qualquer coisa”, disse Nunes, orgulhoso. 

Iniciantes

Na segunda final, os amigos e rivais Diego Aguiar e Daniel Adisaka mandaram ver. Mateus Pires e Kauan Terra correram por fora. Na segunda metade da bateria, Adisaka achou uma boa, cravou uma nota na casa dos 9 pontos e garantiu o título com o high score. 

“Demorei para achar aquela onda. Vi o Didi vindo na da frente, esperei a de trás e ela encaixou certinho na bancada”, conta o campeão. Diego finalizou na segunda posição.

Feminino Iniciantes

Na decisão da Feminino Iniciantes, Luana Soares, 10 anos, atleta da escolinha do Camburi não deu chance para as adversárias e sagrou-se campeã. “Muito legal competir. Mais legal ainda é ganhar”, comentou Soares. Maria Luiza Pereira finalizou o evento na segunda colocação.

Estreantes

Na final da Estreantes, Diego Aguiar voltou para a água e de cara já saiu quebrando uma esquerda (8.50 pontos). Artur Barone, Lucas Pereira e Lucio Rosário tiveram que correr atrás do prejuízo, mas Didi achou outra boa vala e colocou a rapaziadinha em combinação durante boa parte do confronto.

Com ampla vantagem, garantiu mais um caneco para sua prateleira. “Achei aquela onda ali, consegui uma boa sequência de manobras e fiz a nota. Venho treinando bastante para aprimorar as manobras e está dando resultado”, afirmou o campeão.

Lucio Rosário bem que tentou, saiu da combinação, só não encontrou uma segunda onda boa e terminou como vice-campeão.

Long Kahuna

Na categoria dos Legends, Carlinhos Roberto, Rogério Alemão, Alfredinho Correa e Arthur Marquezi duelaram onda a onda pelo título. Alemão surfou melhor e acabou com a vitória. 

Mirim

A disputa decisiva da categoria Mirim reuniu a nata do surf competitivo para atletas de até 16 anos: Daniel Adisaka, Guilherme Villas Boas, Mateus Gomes e Kalani Joan. 

Sem favoritos, o duelo arrancou aplausos do público. No fim, Mateus se deu melhor. “Ando treinando bastante e estou muito feliz com essa conquista. Vou correr atrás do caneco do ano”, promete o campeão.

Sup Wave

Fabio Tavares, Alexandre Miranda, Rodrigo Tremembé e o jovem Kauan Terra fizeram a final da categoria que estreia no circuito em 2015. 

Tremembé achou as melhores ondas e grudado na prancha faturou o título. “Foi uma bateria de alto nível, com o Kauan dando trabalho pra gente. Agradeço primeiro a Deus pela vitória”, vibrou Tremembé.

Grand Karruna

O presidente da Aus, Carlinhos Roberto, voltou para a água para sua segunda final do dia e dessa vez ficou com o título. Mauricio Eras, Carlos Pereira e Augusto Motta completaram a bateria. 

Depois de não ter achado as boas na Long Kahuna, Carlinhos novamente apostou na vala à direita do palanque. “Apostei no meu back side, na vala mais aqui na frente e dessa vez as ondas apareceram”, explicou o presidente. Mauricio Eras é o vice-campeão da etapa.

Open 18 UP

Joelson Lima, Maicol Santos, Cristiano Rosário e Daniel Araújo fizeram a final da categoria Open 18 UP, outra novidade do circuito. Maicol, Joelson e Daniel duelaram do primeiro ao último minuto e fizeram a bateria mais acirrada desta primeira etapa.

Maicol garantiu a virada na última onda, nos últimos segundos, e saiu da água eufórico, direto para os braços dos familiares. “Fui campeão no ano passado nessa categoria. Esse eu não ia correr esse ano, mas recebi incentivo do pessoal da AUS e me inscrevi. O resultado está aí. Semana vem cumpro a burocracia e na próxima vou cair como Profissional”, promete Maicol. 

Long Open

Fabio Alves, Rodrigo Tremembé, Alef Araújo e Augusto Olinto caíram na água para a decisão da Long Open. Mesclando um surf clássico com manobras progressivas, Olinto arrancou aplausos do público e terminou como campeão.

“O Long quase perdeu sua essência, que eram as manobras clássicas, de bico. Agora essa essência está de volta e para quem gosta é uma carta na manga. Estou muito feliz com a vitória”, vibra Olinto.

Gran Master

Alexandre Moliterno, Alexandre Miranda, Isaias Silva e Cristiano Herbert fizeram a final da Gran Master. Local da praia Grande, Isaias, que surfa quase todo dia no pico, não deu mole. Logo no começo do confronto encontrou duas ondas boas e colocou seus adversários em combinação, imprimindo um ritmo forte. 

Durante a disputa, administrou bem a vantagem, contou com a falta de sorte dos adversários e levantou o caneco. “Achei aquelas duas boas e fiz uma boa vantagem. Sei bem como essa onda funciona e isso ajuda bastante”, analisou Silva.

Junior

Destaque desta primeira etapa, Wesley Dantas correu a final da Junior contra Gustavo Ramos, Felipe do Carmo e Maruan Farah, três expoentes da nova geração local.

Irmão mais novo do top Guigui Dantas e da bicampeã brasileira Suelen Naraisa, o garoto de 17 anos impressionou o público. Com aéreos irretocáveis e variados, cravou a maior nota do evento depois de destruir uma esquerda e finalizar com uma decolagem. Não satisfeito, fez outro highscore e garantiu o título com ampla vantagem. Gustavo Santos terminou como vice-campeão.

“Meu surf encaixa nessa vala da praia Grande e com esse tamanho de mar consigo mostrar todo meu potencial. Estou amarradão com a vitória e agora vou com tudo em busca do título da Profissional”, disse Dantas.  

A segunda etapa do evento está marcada para acontecer entre os dias 24 e 26 de julho na lendária praia de Itamambuca, costa norte da cidade.

Resultados da primeira etapa do Ubatuba Surf Pro 2015

Profissional Masculino

Weslley Dantas
Hizunome Bettero
Lucas Santos
Renato Galvao 

Profissional Feminino

Jessica Bianca
Suelen Naraisa
Açucena Vaz

18 UP

Maicol Santos
Joelson Lima
Daniel Araújo
Cristiano Rosário

Junior

Weslley Dantas
Gustavo Santos
Maruan Farah
Felipe Carmo

Mirim

Mateus Gomes
Guilherme Villas Boas
Daniel Adisaka
Kalani Joan

Iniciantes

Daniel Adisaka
Diego Aguiar
Mateus Pires
Kauan Terra

Estreantes

Diego Aguiar
Lucas Rosário
Lucas Pereira
Artur Barone

Petit

Gabriel de Souza
Ryan Miranda
Leonardo Costa
Davi Santos

Gran Master

Isaias Silva
Alexandre Moliterno
Cristiano Rebert
Alexandre Miranda

Grand Karruna

Carlinhos Roberto
Mauricio Eiras
Augusto MOtta
Carlos Pereira

Long Open

Augusto Olinto
Alef Araújo
Fabio Alves
Rodrigo Tremembé

Feminino Iniciantes

Luana Soares
Maria Luiza Pereira
Naire Marques
Julia Santos

SUP Wave

Rodrigo Tremembé
Fabio Tavares
Kauan Terra
Alexandre Miranda

FOTOS: Renato Boulos


FONTE................PMU

A Prefeitura Municipal de Ubatuba apresenta o Circuito Municipal Ubatuba Pro Surf 2015. Patrocinio: Atmosfera Incorporadora. Copatrocínio: Orgânico Juno Brasil e Ubatuba Praia Grande Hotel. Apoio: Aciu, Itamambuca Eco Resort, Perfect Waves, Brother Açaí, Updrop, Litoral Filtros, Rikwill, Casa Mais (Perequê-Mirim), Federal Art, Hotel São Charbel e Wizard Idiomas. Colaboração: Empório Cerealista, The Flake, Boteco Sardinha, Fibra Surf, Portal Surf Cam e Convention Bureau. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Arte: Uira Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname