segunda-feira, 8 de junho de 2015

Hang Loose Surf Attack 1 Locais na fissura


Por Fábio Maradei em 08/06/15
Surfistas de Ubatuba querem bons resultados em casa na abertura do Hang Loose Surf Attack
622x415
Diego Aguiar é um dos destaques do Hang Loose Surf Attack, disputado em Itamambuca, Ubatuba (SP). Foto: Munir El Hage / Hang Loose
 
Nos dois últimos anos, Weslley Dantas foi o grande nome de Ubatuba no Hang Loose Surf Attack, o tradicional circuito paulista

 das categorias de base. Irmão mais novo do top do WCT, Wiggolly Dantas e da campeã brasileira Suelen Naraísa foi campeão 
mirim em 2013 e júnior no ano passado.

Agora, como profissional, ele dá espaço a outros talentos da cidade, que querem bons resultados competindo “em casa” na abertura

 do ranking, neste sábado e domingo (13 e 14), na Praia de Itamambuca.


Um dos nomes de maior destaque é Diego Aguiar, outro representante de Ubatuba, que recentemente garantiu título, na categoria petit,

 em 2013. Didi agora compete nas categorias estreante, onde foi o sexto colocado ano passado, e iniciante. Outro nome de ponta é Lúcio 
Rosário, único a entrar nos top 4 em 2014 (terceiro na petit), além de Weslley Dantas. Também merecem destaque Gabriel Medeiros, 
que sempre vem terminando entre os melhores do Estado, Daniel Adisaka (quinto na estreantes em 2014), Gabriel Ramos, Gustavo Santos,
 Daniel Araújo e Lucas Pereira.

O presidente da Associação Ubatuba de Surf (AUS), Carlinhos Roberto, destaca a importância do trabalho de base, lembrando a excelente

 fase de Filipe Toledo, atual vice-líder do WCT e vencedor de duas das quatro etapas realizadas. Ele destaca o importante apoio da Prefeitura para pagamento de inscrições para a equipe no Hang Loose.





“Nossos atletas estão motivados e estamos muito confiantes no trabalho do professor Fábio Lima, coordenador do setor de surf da Secretaria de

 Esporte e Lazer e técnico da nossa equipe, para que possamos voltar a ser a cidade número 1 do Circuito. Temos excelentes talentos para isto”, 
ressalta Carlinhos. “Estamos todos eufóricos com os últimos acontecimentos no cenário do surf mundial, motivados pelos resultados do Filipe Toledo, deixando todos os olhares para Ubatuba”, afirma.

O EVENTO
O Hang Loose Surf Attack é disputado nas categorias júnior (até 18 anos), mirim (limite de 16 anos), iniciante (no máximo 14 anos), estreante (12 anos para baixo) e petit (sub10), além do título por cidades. Serão quatro etapas, com a próxima nos dias 4 e 5 de julho, em Santos. Depois, os surfistas se encontram nos dias 8 e 9 de agosto, na Praia do Tombo, em Guarujá, e a final será nos dias 24 e 25 de outubro, na Praia da Baleia, em São Sebastião.

Junto às disputas nas ondas, o evento conta com uma estrutura voltada ao público jovem, com tendas com diversões, como pebolim e ping pong,

 slackline, além de várias gincanas educacionais e recreativas, também abertas ao púbico, com brindes durante todo o dia. Neste ano, os vencedores 
de cada categoria ganharão o novo modelo de relógio da Hang Loose Tide Watch, com tábua de maré, além de kit Hang Loose e Reef.

O Hang Loose Surf Attack tem os patrocínios de Overboard, Hot Water, Super Tubes e Surftrip. Copatrocínios de Rhyno Foam, Reef e CT Wax. Divulgação: Revista Fluir, Waves e FMA Notícias. Apoios das prefeituras de Ubatuba, Santos, Guarujá e São Sebastião, Associação Ubatuba de Surf, Associação Santista de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião, Governo do Estado de São Paulo, com organização 

da Federação Paulista de Surf.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname