filipetoledo
Filipinho é o vice-líder do Circuito Mundial de Surfe
Divulgação/World Surf League
Celeiro de atletas no Litoral Norte, a Escola Municipal de Surf de Ubatuba completou 20 anos de vida no mês de abril e comemorou a marca de cerca de sete mil alunos contemplados.
Em duas décadas de existência, a escola já formou atletas consagrados e atualmente têm dois de seus pupilos entre os melhores surfistas do planeta no Circuito Mundial (WCT): Filipe Toledo e Wiggolly Dantas. Nesta temporada, Filipinho já conquistou duas das quatro etapas disputadas, sendo a última delas na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. 

SURFE
“Ver o Filipe chegar aonde chegou é muito gratificante para todos os envolvidos na iniciativa e coroa as duas décadas de história da escolinha. Ele participou das aulas durante 11 anos numa época em que o Ricardo Toledo, seu pai, era professor”, contou Fabio Lima, coordenador do setor de esportes marítimos da prefeitura. 
“Hoje, vemos o trabalho do Ricardinho na escola sendo reconhecido e seu filho é um dos principais surfistas do mundo”, completou. 
De acordo com a prefeitura, o cerca de 300 crianças e adolescentes são atendidos anualmente pela Escola. Hoje, são oito turmas que se reúnem duas vezes por semana na praia Perequê-Açu e na Praia Grande. Um dos idealizadores da escola, Alberto Jacob, que também é treinador, acredita que o sucesso de Filipe Toledo, vice-líder do WCT, ajuda a escola a continuar sendo uma fábrica de talentos dentro do surfe no Litoral Norte. 
“Muitos atletas vitoriosos passaram por aqui: Renato Galvão, Odirlei Coutinho, Suelen Naraisa, Saulo Junior, Edgley Santos, Diego Santos, entre outros. Espero que toda essa exposição do Filipe fortaleça ainda mais nosso trabalho”, falou Jacob. 
Os interessados em ingressar na Escola Municipal de Surf podem obter informações através da Secretaria de Esportes e Lazer, que fica na Rua Minas Gerais, nº 46, no Centro.