N/A
Gabriel Ramos faz bonito no primeiro dia do Rip Curl Grom Search, que acontece em Guarujá

O surfista de Ubatuba, Gabriel Ramos, foi o principal nome deste sábado (21), na abertura da 2ª etapa do Rip Curl Grom Search, na praia do Tombo, em Guarujá. Irmão do surfista profissional Saulo Júnior, ele garantiu as melhores somatórias nas duas primeiras fases da mirim, mostrando boa sintonia com o mar, em manobras radicais. Logo no primeiro round, somou 13,50, com direito a um 7,85, e na disputa seguinte quase repetiu o score, com 13,10.
 
Nesta categoria, assim como na feminina, ambas para surfistas com até 16 anos, os seis melhores na classificação geral, estarão classificados para a final na Praia de Maresias, em São Sebastião, no dia 27 abril, antes do Rip Curl Grom Search International. Saulo chegou ao Guarujá como quinto colocado, com chances reais de integrar o seleto grupo de finalistas.
 
 
 
Dos quatro finalistas da etapa inicial, apenas o catarinense Anderson Júnior, o quarto, segue no evento. Quem também surfou muito bem neste sábado foi o talento local, Ihgor “Cação” Sant’Anna, garantindo excelentes somatórias nas três fases. Começou com 12,15, depois 12,75 e na terceira fase, 12 pontos, à frente de Gabriel Ramos. Na feminina, o nível continuou alto e Luara Thompson, segunda colocada na primeira etapa, também entrou para a lista das grandes atuações do dia, com 14,85 pontos, com direito a um oito, maior nota do dia.
 
Já na iniciante (sub 14), outros dois paulistas fizeram bonito. Depois de perder na mirim, onde disputava a liderança, Kauê Germano, de São Sebastião, garantiu 14,25 pontos. A maior somatória ficou com Eduardo Motta, campeão grommet em 2014, com 15,15 pontos. Ainda nessa categoria, Mateus Lima, de Itanhaém, com 13,50, Daniel Adisaka, de Ubatuba, com e Uriel Spozario, com 13,25.

N/A
A maior somatória ficou com Eduardo Motta, campeão grommet em 2014, com 15,15 pontos
Fora do mar, os atletas tiveram várias ações comprovando que o Rip Curl é “muito mais do que um campeonato de surf”,  com cama elástica, distribuição de pipas, pintura de pranchas, pelo artista plástico Marcello Macarrão, doação de mudas nativas e treinamento funcional voltado ao surf, com o educador físico, especialista no assunto, Ricardo Vilalva, autor do livro Preparado para Surfar.
 
A competição segue neste domingo, a partir das 8 horas, com a categoria grommet (limite de 12 anos). As finais começam ao meio-dia, pelo Tag Team GoPro, disputa por equipes. Todas as baterias podem ser acompanhadas ao vivo pelo site www.ripcurl.com.br. Logo após o término da etapa, os atletas pais e técnicos se reunirão para a tradicional confraternização, com churrasco, música e vídeos de surf, na Lucky Scope. Na ocasião, será feita a apresentação dos seis finalistas da mirim e da feminina.