sábado, 3 de janeiro de 2015

Stand Up Paddle é a principal aposta durante o verão em Ubatuba (SP)

Stand up Paddle é aposta de lazer para temporada no litoral norte de SP (Foto: Daniel Corrá/G1)
As pranchas estão em alta neste verão nas praias do litoral norte de São Paulo. Não só para os surfistas, inspirados pelo campeão mundial Gabriel Medina, mas para qualquer apaixonado pelo mar. Neste ano, a principal aposta de lazer para a temporada na região tem sido o Stand Up Paddle, também conhecido como remo em pé.


O esporte já vem fazendo sucesso há alguns anos e não tem muitas restrições. Desde crianças até idosos, todos podem tentar se equilibrar e remar por regiões calmas em alto mar. “Todo mundo pode praticar. Ele permite uma explosão no corpo inteiro e acaba sendo mais fácil. Mas também é preciso força para não se machucar”, afirma o instrutor Bruno Martins Brauer, de 24 anos.

Brauer dá aulas de 'stand up' em Ubatuba (SP) até quatro vezes por semana e chega a fechar pacotes mensais que custam cerca de R$ 150. Segundo o instrutor, o ideal é que o esporte seja praticado no começo da manhã ou no início da tarde -- para evitar ventos fortes - e em regiões onde o mar é calmo. “O mar é lindo, é muito gostoso, mas é traiçoeiro e tem que ser respeitado. Quem deseja praticar precisa tomar todas as precauções de segurança”, afirma.

A estudante de arquitetura Juliana Fernandes, de 37 anos, encontrou no 'stand up' uma opção para amenizar a rotina de estudos e os cuidados com os filhos pequenos. Desde o meio do ano, ela tenta buscar equilíbrio no mar ao menos uma vez por semana. "É muito fácil e muito gostoso. É uma maneira para agradecer o dia. Tem dia que está cheio de golfinho perto da costa, é lindo. Não tem como não relaxar", afirma.

Economia

O sucesso do Stand Up Paddle tem movimentando até mesmo a economia em Ubatuba. Dono de uma loja que vende e aluga pranchas, Fábio Chati, de 49 anos, abriu neste ano seu segundo ponto para aluguel na cidade. “Acho que o ‘boom’ do stand up ainda não aconteceu. Todo ser humano pode praticar isso, até uma senhora de 80 anos. É algo que está crescendo junto com o turismo ecológico e movimenta toda a cadeia”, afirma.

Na loja de Chati, a procura pelas pranchas foi alta na estação passada, quando chegava a ter filas de espera de até duas horas para locação. As pranchas específicas podem ser alugadas por valores que variam entre R$ 50 e R$ 80 por hora. "No fundo, não tem dinheiro que pague essa facilidade de contato com a natureza, faz muito bem. É uma mistura de preparo físico e contemplação do que está ao redor. Faz bem para o corpo e para a mente", diz.
Stand up Paddle é aposta de lazer para temporada no litoral norte de SP 3 (Foto: Daniel Corrá/G1)Stand up Paddle deve ser praticado em praias com mar calmo (Foto: Daniel Corrá/G1)











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname