sábado, 8 de novembro de 2014

Prefeitura amplia Projeto Aprendiz de Samurai







Da  Assessoria  de  Imprensa


Iniciativa faz parte do esforço da atual gestão em manter os estudantes ubatubenses por mais tempo na escola

A Prefeitura de Ubatuba informa que adquiriu 100 novos Kimonos para o Projeto Aprendiz de Samurai e o número de escolas atendidas pela iniciativa passará de 11 neste ano para 13 instituições em 2015.

O objetivo do projeto, além de manter as crianças por mais tempo na escola, é usar o judô como ferramenta para possibilitar vivências importantes para o progresso do desenvolvimento psicomotor dos estudantes.








Aprendiz de Samurai

Em andamento desde 2013, o projeto contempla atualmente centenas de alunos da rede municipal ubatubense.

De acordo com os idealizadores, a ideia central é utilizar o recém-lançado filme Aprendiz de Samurai para introduzir nas escolas municipais um programa de aulas de Judô no contraturno.

Nascido em Ubatuba, o personagem principal  do filme em questão, Max Trombini (Milton Cesar Máximiano), teve uma infância semelhante a de muitos alunos das escolas municipais e deve servir de exemplo.

Judoca, ele batalhou, venceu na vida, tornou-se um dos principais técnicos da modalidade no Brasil e teve um longa-metragem inspirado em sua história.

Faixa preta da modalidade, Denilson Moraes Lourenço é um dos professores do projeto. Lourenço conta que muitas crianças inscritas no Aprendiz passam boa parte do dia na escola.

“Isso é muito importante e um dos nossos principais objetivos. Se a criança não está estudando, ela está praticando esporte. Ou seja, ela não está em casa sem fazer nada, ou na rua”, afirma o professor.

“Outro ponto fundamental é utilizar o esporte como ferramenta de promoção de valores, da disciplina e do respeito ao próximo”, completa Lourenço.

Gabriel Prado Souza, 9 anos, é um expoente do projeto e chama atenção dos professores, que acreditam no futuro do garoto como judoca.

“Gosto muito das aulas, dos professores e do Judô. Não falto nas aulas e acho que nunca vou parar de treinar”, diz Souza.

Mariana Velloso, 12 anos, é outra expoente e também chama atenção dos professores pela facilidade no aprendizado.

“Aqui eu aprendo disciplina e aprendo a usar minha força de uma forma positiva. Pretendo ser atleta e vou me dedicar muito para isso”, promete Mariana.

Mais Educação

Além do Aprendiz de Samurai, outras iniciativas do projeto Mais Educação do Governo Federal estão em andamento na cidade e contemplam pelo menos duas mil crianças.

Os destaque são o projeto Gibi e a Escola Futebol Rubens Sales, que também mantém centenas de estudantes por mais tempo na escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname