domingo, 21 de setembro de 2014

Felipe Azevedo faz as pazes com o gol e brinca com críticas da torcida


Felipe Azevedo Sport x Coritiba Série A (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)


“Ei, não entra. Fica só aquecendo, mesmo”. A frase dita por um torcedor do Sport, em direção a Felipe Azevedo, quando o atacante se preparava para entrar na partida contra o Coritiba, neste domingo, refletia o sentimento da maioria dos rubro-negros que estavam na Ilha do Retiro. Perseguido pela torcida, o jogador encarou com naturalidade a pressão sofrida antes mesmo de entrar em campo e foi surpreendido quando, ao entrar em campo, foi recepcionado por alguns aplausos vindos das sociais. Apoio correspondido com o gol que garantiu a vitória do Leão, por 1 a 0.



- Quando fui para o aquecimento, um torcedor disse para eu continuar aquecendo e não entrar em campo. Encarei numa boa e brinquei com ele, pedi para não falar aquilo. Aí, quando entrei chega fiquei surpreso com os aplausos. Confesso que não esperava. Mas felizmente consegui fazer o gol e ajudei o Sport a sair com a vitória. Essa cobrança da torcida é algo normal, tento levar na esportiva e manter o equilíbrio. Torcedor é coração. Vou dar um exemplo: contra o Santos, a gente ganhou bem e ninguém pediu Neto Baiano, que tinha saído do time. Contra o Internacional, já pediram. Isso acontece.
Sacado da equipe após a atuação contra o Internacional, na última quarta-feira, Felipe Azevedo afirmou que não se sentiu desprestigiado pelo treinador e afirmou Eduardo Baptista sempre o apoio.
- Encarei com naturalidade (a saída). Eduardo sempre conversa comigo e não tem problema.  As mudanças são normais. Até porque é um setor que o jogador tem sempre que entrar com todo gás. Não foi a primeira e nem será a última vez que ele mudou.
Felipe Azevedo salva Sport e é abraçado pelos rubro-negros (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Sobre as críticas da torcida, o atacante acredita que o fato de estar no clube desde 2012 faz com que ele vire alvo dos rubro-negros.
- Percebo que tem uma cobrança maior comigo. Acredito que por ser um dos jogadores com mais tempo de casa, aí a torcida cobra muito. É assim também com Rithely, que também está aqui faz tempo. Magrão e Durval não conta, pois eles estão em outro patamar. Mas se cobram é porque tenho condições de mostrar mais – brincou o jogador.

FONTE .....GLOBO ESPORTES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname